Fiocruz participa de mobilização em defesa da ciência

A manifestação acontece nos festejos do 2 de julho, dia da Independência da Bahia.

O Instituto Gonçalo Moniz (IGM/Fiocruz Bahia) participará da mobilização em defesa da Ciência e Tecnologia, marcada para 2 de julho, dia da Independência da Bahia. A concentração dos participantes ocorrerá as 7 horas, no Largo da Lapinha, em Salvador. A expectativa é de contar com a presença de cerca de 500 cientistas baianos.

“Esta manifestação representa um momento de luta pela Ciência e Tecnologia, estamos unidos e clamando por mudanças no aporte de verbas, precisamos gerar conhecimentos e manter a qualidade da nossa Ciência. Um povo sem a ciência de qualidade perde muito da sua dignidade, cidadania e esperança em um futuro melhor para as novas gerações; precisamos da parceria da sociedade em prol dessa luta pela sustentabilidade da ciência”, declarou Marilda de Souza Gonçalves, diretora da Fiocruz Bahia.


O intuito do protesto é chamar a atenção para o momento que a ciência e tecnologia no Brasil passa, em especial na Bahia, por conta da carência de recursos e investimentos financeiros para pesquisas e estímulo de projetos. Outras manifestações estão marcadas em cidades como Fortaleza, no dia 01 de julho, e Brasília, no dia 12 de julho, no Congresso Nacional. Jailson Andrade, presidente da Academia de Ciências da Bahia, afirma que a falta de apoio à ciência no Brasil chegou a uma situação dramática e a mobilização da sociedade se faz necessária para chamar atenção sobre a questão.





Publicado: Sexta, 13 de Julho de 2018.

VOLTAR