Universidade baiana desenvolve dicionário para língua de sinais

Aspectos ligados à gramática também estão sendo investigados pelos pesquisadores.

A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), por meio do seu campus de Vitória da Conquista, vem desenvolvendo um projeto de pesquisa que busca garantir o acesso do deficiente auditivo à Língua Brasileira de Sinais (Libras), considerada a segunda língua oficial do Brasil. Para isso, foi criado um dicionário trilíngue (Libras-Português-Inglês) em escrita SEL (Sistema de Escrita para Línguas de Sinais). 

O SEL, estudo igualmente realizado pela universidade, utiliza caracteres para grafar, de forma linear, a língua de sinais, que é tridimensional. O estudo, ainda em desenvolvimento, foi criado em 2014, mas já mostra o resultado de que, em Libras, não há flexão de tempo. Outros aspectos ligados à gramática também estão sendo investigados pelos pesquisadores. 

Fonte: Uesb




Publicado: Terça, 03 de Julho de 2018.

VOLTAR